Antimicrobianos Amicacina


Espectro de ação

Staphylococcus aureus (MSSA), Moraxella catarrhalis, Haemophillus influenzae, Escherichia colli, Klebsiella sp, E. coli/ Klebsiella sp ESBL, Enterobacter sp, Shigella sp, Serratia marcescens, Proteus vulgaris, Pseudomonas aeruginosa, Yersinia enterocolitica, Francisella tularensis, Mycobacterium avium.

Dose em Adulto

15 mg/kg/dia IV/IM divido a cada 8-12 horas (dose máxiam 1,5g/dia).

Dose em Pediatria

Neonatos: 10mg/kg IV/IM (dose de ataque), seguida de 7,5mg/kg IV/IM a cada 12 horas (dose máxima 15mg/kg/dia).
Crianças: 15 mg/kg/dia IV/IM dividido a cada 8-12 horas (dose máxima 15mg/kg/dia).

Efeitos Adversos mais frequentes

Neurológico: bloqueio neuromuscular.
Ótico: Ototoxicidade.
Renal: Nefrotoxicidade.
Respiratório: Paralisia do trato respiratório.

Farmacologia

Classe terapêutica: Aminoglicosídeo.
Mecanismo de ação: Inibe a síntese proteica através da ligação a subunidade 30S do ribossomo bacteriano.
Ligação às proteínas plasmáticas: 0-11%.
Eliminação: meia-vida 2-3 horas (função renal normal).
Excreção: Urina (94-98%).
Dialisável: Sim (hemodiálise e diálise peritoneal).

Ajuste de dose

Comprometimento renal
ClCr > 50 a 90 mL/min: Recomenda-se dose de 7,5 mg/Kg a cada 12 horas ou 15 mg/Kg uma vez ao dia. 
ClCr 30 - 50 mL/min: Recomenda-se dose de 7,5 mg/Kg a cada 24 horas. 
ClCr 10 a 30 mL/min: Recomenda-se dose de 7,5 mg/Kg a cada 48 horas. 
ClCr <10 mL/min: Recomenda-se dose de 7,5 mg/Kg em intervalos de 72 horas.
Hemodiálise: Recomenda-se dose extra de 7,5 mg/Kg após diálise. 

Referência Bibliográfica

Medscape.
Micromedex.
Sanford, 2015.
Última atualização em 26/02/2019. 

Microorganismo relacionadas


Serratia sp

Síndromes relacionadas


Neutropenia Febril no Pronto Atendimento
Neutropenia Febril Hospitalizado