Antimicrobianos Daptomicina


Espectro de ação

Streptococcus (Grupos A, B, C, G), Streptococcus pneumoniae, Staphylococcus aureus (MRSA, MSSA e CA-MRSA), Enterococcus faecalis, Enterococcus faecium, Enterococcus resistentes à vancomicina, Staphylococcus epidermidis, Corynebacterium  jeikeum.

Dose em Adulto

IV: 6-10 mg/kg/dia a cada 24 horas.

Dose em Pediatria

-

Efeitos Adversos mais frequentes

Cardiovascular: hipertensão e hipotensão.
Dermatológico: prurido e rash.
Gastrointestinal: dor abdominal, diarréia e vômito.
Neurológico: tontura, cefaleia e insônia.
Respiratório: dispnéia e dor de garganta.
Outros: febre.
 

Farmacologia

Classe terapêutica: Lipopeptídeos.
Mecanismo de ação: Inibe síntese de DNA, RNA e proteínas. Causa despolarizaçao do potencial de membrana (?)
Ligação à proteínas plasmáticas: 92%.
Metabolismo: renal.
Eliminação (meia-vida): 8 horas.
Excreção: Urina (78%). 

Ajuste de dose

Comprometimento renal:
ClCr < 30 mL/min (em adultos com infeccção de corrente sanguínea por Staphylococcus aureus):  recomenda-se uma dose a cada 48 horas. 

 

Referência Bibliográfica

Medscape.
Micromedex.
Última atualização em 26/02/2019.

Microorganismo relacionadas


Staphylococcus aureus

Síndromes relacionadas


Sepse
Infecção Primária de Corrente Sanguinea
Infecção Sítio Cirúrgico - Próteses Ortopédicas
Infecção Sítio Cirúrgico